sábado, 7 de maio de 2016

A Querida Adolescência

Mooores, tudo bom?
               Hoje, diante dos estresses da vida, me peguei pensando em um filme que assisti duas vezes essa semana, e nas duas vezes que assisti foram simplesmente para relaxar e esquecer um pouco dos meus problemas do mundo adulto: DE REPENTE 30.


              Sei que muitos de vocês meu queridos leitores provavelmente já assistiram esse filme. Aos que não assistiram aqui vai uma pequena 'sinopse' do filme. Caso queira pular essa parte, vá para dois parágrafos abaixo. hahha' Bom, esse filme é uma comédia romântica onde uma garotinha (Jenna Rinck - Jennifer Garner) que estava prestes a fazer 13 anos, estava vivendo um momento bem típico da adolescência: queria ficar com o cara bonitão da escola e ser uma das populares. Ela tinha um amigo (Matt), e ele no intuito de agradá-la, construiu ele mesmo uma 'casa da Barbie', e ao entregá-la, jogou um pozinho dos desejos, para que ela o fizesse e se tornasse realidade. Na pressa em recepcionar seus convidados (amigos que ela estava tentando impressionar), jogou a casa em uma prateleira do armário, e os convidou para entrar. 


              Na sua festa de aniversário, se sentindo decepcionada com o fato de que todos os convidados haviam ido embora, deixando ela no armário pensando que iria ganhar um beijo do carinha mais desejado da época, se sentindo com muita raiva, ela se tranca no armário e deseja ter 30 anos, pois é a idade do SUCESSO. E é aí que toda magia acontece, pois ela havia guardado a casa da Barbie no armário, e ao bater a cabeça na estante, o pózinho mágico que cai sobre ela, faz com que o desejo se torne real, e OPS! De Repente 30 hahhahah' Para mais informações ASSISTA O FILME hahhah' Sério! Não irão se arrepender. 


                   Mas vocês devem estar curiosos quanto ao porquê de eu estar falando sobre esse filme. Então vamos logo as explicações. Me peguei pensando nos anseios de criança, de adolescente. Quantas vezes me apaixonei, quantas vexas paguei, quantos sorrisos e olhares cheios de amor ganhei em todos esses anos. Pensei muito e principalmente nos nãos que recebi, que na época me pareceram tão dolorosos, tão cruéis e injustos, como se o mundo estivesse contra mim, nada que eu desejava dava certo: minhas paixões, meus encontros melados por garotas que para mim eram muito mais bonitas do que eu, as críticas de colegas que nunca falavam para mim essas coisas que pensavam (que eu era esquisita, a nerd queridinha dos professores que todos detestam), e eu acabava sabendo por fofocas. Sem contar as coisas que eu queria ter, que eu queria usar mas não podia.
                    Porém para a minha sorte, nunca precisei ver onde os caminhos que eu desejava tomar me levariam, pois talvez eu não estivesse nessa vidinha de boaz que estou levando. Sabem? Não acredito no acaso, e em vários momentos da minha vida, tive prazer em perceber que valeu a pena não insistir no que eu ACHAVA que queria. Não foi uma desistência de sonhos, mas sim a ação de abraçar as oportunidades que estavam na minha frente (que eu não queria), pois o que estava guardado para mim no futuro precisaria que eu tivesse tomado esses caminhos que eu não queria. Já imaginaram como está hoje aquele cara que você tanto era apaixonada? Ou aquela moça que tanto admirava? Você consegue se ver na rotina de vida dessa pessoa? Se sua resposta for não, acredite: foi bom não ter dado certo. Já imaginou se tivesse continuado a insistir naquele trabalho maçante que você odiava, e não tivesse investido em algo que realmente gostava? 
              Deus muitas vezes age assim: nos faz crescer com os nãos, nos faz aprender com as situações que não dão certo, mas acreditem: a recompensa acaba vindo um dia. E isto quando você compreender que aquele NÃO era para te preparar, e te fazer dar valor ao SIM que você irá receber. Sabem? É como um pai que não permite a um filho que vá a uma determinada festa, falando para o filho que ele precisa estudar (um não muito dolorido na vida de muitos adolescentes). Esse pai sabe que logo logo esse filho, se estudar e conseguir um emprego legal, terá seu próprio carro, seu próprio dinheiro e poderá ir as festas que quiser sem depender de ninguém. É chato? É. É foda? Sim. Mas agradeço a TODOS os nãos que recebi na minha vida. Esses nãos me fizeram chegar onde estou, me fizeram aprender muito, e meu Deus!!! Estou a passos de me pós graduar e isso com apenas 23 anos, o que pra mim é uma grande viatória!!! haha' Então, se você meu leitor está recebendo nãos, tenta aprender com ele, tenta crescer com ele. O sim virá para você, e ás vezes sem que você precise perguntar. 


              Espero que tenham gostado da minha dica, e que gostem do filme!!! Indico também a música aquela dos trinta, para quem assim como eu está vendo um pequeno flashback na mente, lembrando de todas as loucuras adolescentes que fizemos, e de todos os anseios que tivemos e ainda temos. Com vocês Aquela dos 30!!!!!!!  



Abraços da Professora!!! 

Sigam-me > Twitter:@jessyoliveraes instagram: jessyoliveraes snapchat;jessyoliveraes

Nenhum comentário:

Postar um comentário