quarta-feira, 4 de novembro de 2015

O Tempo e suas Vértices



               Eles entraram na caverna, e um mago começou a proferir magias. Com isso um terremoto é iniciado, e então o mago some. O Hyourou Katsui heroicamente tenta defender os heróis de um desmoronamento na caverna, e usa todas as suas forças de magia para salvar seus amigos e, é esmagado ao perder suas forças pelas pedras que estavam desmoronando.
               No mesmo instante, Colligaris e a Formiga Ômega se teletransportam para o plano celeste.   A formiga Ômega, neste momento, torna-se humanoide. Em sequência aparece um ser de quatro braços, com uma adaga em cada mão.
               A formiga avisa que é o Deus do tempo para o Colligaris. Ele começa a falar com Colligaris:
               - Você está alterando o equilíbrio dos planos.
               - O que você quer? – Diz Colligaris.
               - Eu quero que você pare de alterar as tabelas! Não sei o porquê de seu Deus caído andar com um anjo protetor.
               O Deus do tempo começou a vasculhar o céu, e pegou carta que fora escondida pelo Colligaris com uma das adagas.
               - Espero não precisar voltar. Tenho mais o que fazer. – E ele some.
               Colligaris volta para o plano terrestre, dentro da caverna.
               O Arthur Miller começa a andar pela caverna e acaba sendo pego por uma armadilha. Nesse momento são ouvidos gritos e gargalhadas, juntamente com o som dos ferros batendo nas paredes da caverna.
               A Elfa e o anjo conseguem enxergar o que estava vindo na direção deles: hienas humanoides. O anjo ataca um humanoide e vê que tem esqueletos de gigantes por todos os lados.
               Arthur consegue sair da armadilha usando de sua destreza de ladino, e um dos humanoides bate com um cajado em Eren (um meio dragão que estava aprisionado com as hienas humanóides) e ele começa a ter escamas verdes.
                Karyon ataca, mas também não consegue acertar nenhum. 
                O Ladino está na mira de uma das hienas, e nesse momento a elfa maga transfere proteção mágica nele.
                O anjo olha para a Elfa nesse momento, que logo entende a ideia do anjo, e transfere magia para ele. Desta forma Colligaris conseguindo matar um dos humanoides, e fere outros.
                 Então Muriel joga seus corações explosivos nesse que já havia sido atacado pelo e anjo, e consegue derrota-lo.
                 Arthur corre para onde está o Eren e corta as cordas que o prendiam.
                 Enquanto isso, Karyon fica inconsciente. Eren decide se render, e Arthur tenta se esconder para observar o que os humanoides vão fazer.
                 Esses humanoides nos levam a um lugar repleto de areia, com uma escadaria e um altar.
                 - Meus sacrifícios! – Disse uma múmia.
                 - Sim Milorde! Tem um anjo, um elfo, e um meio Dragão ao seu dispor. E quando vai estar pronto?
                 - Em breve.
                O mago coloca o próprio sangue na boca do Karyon. Um ciclo de magia negra fica em torno dele.
                As duas múmias que estavam de guarda foram embora juntamente com o Mago, e os dois gnolls vão atrás das múmias.
                Eren se liberta, e tomando cuidado para não fazer maiores ruídos, liberta a Muriel e Colligaris. Ele aproveita o momento para também usar primeiros socorros no Colligaris, e este acorda. Em seguida, o meio dragão Eren, usa o kit também em Arthur Miller, salvando- o.
                Kayron levitando, fica em pé com um pentagrama mágico em volta dele, se ajustando ao tamanho dele.
                Colligaris mata o guardião que voltara para a sala de sacrifícios, e com isso Muriel acorda. Arthur, mostra o colar que havia roubado de uma anja para o anjo Colligaris e descobre que o colar continha poderes divinos pelos quais podia reviver criaturas divinas.
                Enquanto isso, a múmia chega na câmara de sacrifícios e vê que todos saíram de lá diz: 
                - Tudo conforme o plano. - E dá uma gargalhada alta. 
               Ao voltarem para a caverna, alguns gnolls e múmias também aparecem cercando-os.
                - Para onde vão fugitivos?
                - O querem de nós? – Diz Matheus.
                - Não importa! Vocês ainda têm algo que queremos. Onde ele está? O Anciente?
                - De quem eles estão falando? – Eren pergunta.
                - Do Alfa e o Ômega. 
                - Proponho um desafio a vocês: lutem comigo. Se fugirem mato um por um. Se ganharem deixarei vocês saírem vivos.
                - E liberta nosso amigo! – Grita o anjo.
                - Ele não será mais o mesmo! Mas por mim, está feito. 
                E a batalha começa. O anjo Colligaris o ataca, não consegue acertar, o vê usando um colar, toma um soco e cai. Arthur Miller ataca também, mas apenas corta um pouco das bandagens da múmia. Eren ataca com fogo, e ela se fere um pouco. Porém, uma áurea verde vem da sala de sacrifícios, e a Múmia se regenera. Muriel ataca com os corações explosivos, o Colligaris também o ataca, porém sem sucesso algum, pois a áurea verde volta para regenerar a Múmia.
               Eren fica estudando os efeitos do colar e descobre que este está de alguma forma conectado ao Karyon, e a áurea verde estava vindo da imortalidade do Karyon. Ele passa a informação para os outros. 
                A formiga diz para o Colligaris: - Preciso me sacrificar. - E neste momento eles se teletransportam para o plano celeste e procuram pelo Deus Kronos e oferece o próprio espírito para salvar o grupo. 
                 Kronos pergunta: - Você quer mesmo se sacrificar por esses mortais? 
                 A Ômega aceita e em seguida, Kronos faz uma cúpula de energia do tempo e em poucos segundos, o tempo volta, e a história é recomeçada a partir do momento em que os heróis entraram na caverna. (O espírito do ômega foi aprisionado no corpo do meio dragão, pois depois das criaturas divinas, os dragões são os mais sábios e inteligentes seres. E toda a história fica diferente: entramos na caverna e andamos juntos. Derrotamos os Gnolls, libertam o Eren e este havia sido o capturado pela múmia para a magia, porém não surtiu o efeito esperado. Com isso, o grupo vence a batalha).
                Terminando a batalha, eles desceram e viram o mago que havia conjurado os feitiços para a Múmia. 
                - Seus malditos! Estragaram tudo. – E ele bate o cajado no chão, sobe uma fumaça e ele some.
                As águas começaram a se movimentar, e o Eren usa detecção de magia, descobrindo que o mago usou uma magia para despertar a criatura que vivia debaixo das águas. Moscas começaram a voar, vindas de todos os lados, e um sapo gigante aparece comendo as moscas. Esse sapo confunde o Eren com alimento e o engole.


(P.S: eu (Jessyca) disse que esse sapo era igual ao que eu tinha imaginado (de zueira), e o Mestre, notando a minha relutância em salvar essa imagem, me desafiou a postá-la! Imagem nesse site )
           
               A Elfa atira corações explosivos, e consegue causar danos na criatura. Porém, a criatura retorna para dentro da água. Vendo isto, a Elfa cria a ilusão de uma mosca varejeira gigante para atrair a atenção do sapão. Vendo ela, este anfíbio gigante cospe o Eren e sai pulando em direção as moscas. Ao tentar fisgá-la, acaba descobrindo que não é de verdade. A elfa aproveita esse momento e ataca com os corações explosivos. Eren e Arthur tentam atacar o sapo, e a criatura emerge da água novamente. O sapo tenta pegar o Colligaris, e não consegue. Com isso ele pula dentro da água. A elfa ataca novamente e o sapo some. Enquanto todos observam, o sapo fica a espreita da Elfa e a engole. Por alguma razão, a criatura não gosta do sabor da Elfa, e cospe ela. Assim que Muriel é cuspida na água, ela mergulha e vê um túnel. Eren a puxa da água e o sapo agora mira no Colligaris e o engole em instantes.
              Karyon pula na água para tentar salvar Arthur. Enquanto isso, o sapo gigante tenta engolir a Elfa novamente, mas logo a cospe. Ela sai da água e atira uma flecha no sapo, matando-o.
              Colligaris fica inconsciente e morre na água. Porém o cordão é ativado e o traz de volta a vida. Enquanto ele se recupera, Kronos aparece e parabeniza Colligaris.
              - Apesar da vitória, você sabe que o destino dos anjos e demônios já está traçado. Você entende as conseqüências disso? Você é muito honrado. – E entrega a adaga pra ele.

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário