segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Sobre MIM

Hellooooo pepooool!!!
                 Ao contrário do que parece, essa postagem não é sobre a pessoa que vos escreve, e sim sobre a utilização dessa linda palavra: MIM. 
                 Eu a usava erroneamente, e sempre tinha alguém para me corrigir!! hahah' Só que eu agora aprendi o teor do meu erro, e quero mostrar a vocês o meu processo para fixar essa regra. Vai que eu ajudo vocês nessa brincadeira?
                A primeira coisa que devo falar pra vocês é que essa palavrinha NÃO CONJUGA VERBO! Preste atenção e veja o quanto parece fala de índio de séculos atrás:

mim comer (ERRADO)

mim falar (ERRADO)

mim beijar (ERRADÍSSIMO)


               Mas aí você me pergunta: "Jessyca, mas como fica isso na prática?". Continue lendo que eu irei explicar:

"Me dá esse papel para mim cortar no formato de coração?" o correto é "Me dá esse papel para eu cortar no formato de coração?"

"Só falta você aceitar para mim te beijar!" o correto é "Só falta você aceitar para eu te beijar!"

"Lava aquela roupa para mim vestir amanhã?" o correto é "Lava aquela roupa para eu vestir amanhã?"

              Se esse nosso pronome oblíquo não conjuga verbo, você tem que procurar um similar (no caso o pronome do caso reto eu) que o faça, ou seja, que conjugue os verbos. "Mas Jessyca, ainda está chato e difícil memorizar isso aí!" hahahha' Segue um link de um vídeo que AMO USAR NAS MINHAS AULAS para explicar algumas particularidades da nossa língua. Se trata de um vídeo dos MELHORES DO MUNDO intitulado ASSALTO/PLEONASMO. É bem divertido, e para ser sincera, foi com esse vídeo que fixei a regra.

"... Mim não faz nada, Tarzan!!!..." MELHORES DO MUNDO - Assalto



              Mas pêêraa aÊÊ!! Vocês devem estar se perguntando: "Jessyca, então não devemos usar essa palavra?" - Meus leitores, essa palavra EXISTE, é um PRONOME OBLÍQUO, e como tal ela deve ser usada SIM! Mas sem conjugar os verbos. Está confuso? Vamos a algumas frases:

Traga comida para mim!

Entre mim e ela nunca existiu amor. 

Dê esse chapéu para mim. 

             SIIIIIIIM!! Essas frases estão corretíssimas pois em nenhuma delas o pronome oblíquo MIM está conjugando verbo.
              Espero ter ajudado e que vocês gostem das dicas. Se quiser acompanhar mais postagens como essa, me siga no twitter. Tem dúvidas ou dificuldades de língua portuguesa e quer compartilhar? Comente neste poste, ou ainda mande um e-mail para jessyoliveraes@hotmail.com pois essa sua dúvida pode tornar-se tema dessa postagem.


Sigam-me >   Instagram: jessyoliveraess  twitter: jessyoliveraes

2 comentários:

  1. Jessyca, há uma maneira mais simples para explicar isso. Se alguém não souber quando usar o EU ou o MIM, lembre-se:se você vai formar frases com os verbos no infinitivo (fazer, comer, lavar , etc), use o EU. Ex: Para EU comer; para EU fazer, etc. O Pronome Obliquo MIM, geralmente vem em final de frases e antes dele uma preposição. Ex: Essa comida é para MIM.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá professora Carmen! Agradeço imensamente sua contribuição... Uma professora minha me ensinou dessa forma, mas apesar da simplicidade isso nunca entrava na minha mente :( Isto enquanto muitos outros alunos tiraram essa questão de letra. Acredito que vale muito a pena mencionar todas as formas de se compreender um determinado assunto, por isso de uma forma ou de outra ameeei de verdade rever essa explicação simplificada S2

      Excluir