segunda-feira, 26 de outubro de 2015

RPG COMO DIDÁTICA

Hello Peopleee!! 
                   Venho hoje apresentar alguns porquês de deixar um espaço aqui no blog para o RPG (o que é RPG - Roleplayers). Como vocês sabem, de início era apenas por diversão, pra juntar a galera e conversar, criar histórias...


                    Diante desse interesse de pessoas que já tem uma vida corrida: trabalho, filhos, esposa/esposa, estudos, etc, no jogo, e de principalmente gostarem de jogar (jogamos a cinco meses mais ou menos), pensei nos porquês e no como usar esse recurso tão incrível em sala de aula. Ressalto aqui que isto são apenas constatações minhas, ainda não oficiais a cerca da utilização desse recurso como didático. Então, sem mais delongas, vamos a lista:


  1. Incentiva a IMAGINAÇÃO: com esse jogo, independente do participante ser o narrador ou um dos personagens eles sempre vão ter que forçar o uso da imaginação. No caso do narrador para criar a história e direcionar os outros dentro da própria história, além de estar sempre se organizando e criando os planos A, B e C para várias possibilidades que a história pode apresentar. No caso dos personagens, vai ter que ter imaginação para criar um personagem e agir como esse personagem no decorrer da história.
  2. Trabalha a Interpretação: todos os envolvidos agirão como se estivessem apresentando uma peça teatral de improviso. Cada um (a) agirá conforme seu personagem, evitando fazer o que o personagem não é apto a fazer ou não pode fazer, afim de não perder pontos de XP. 
  3. Incentiva a Pesquisa e ao conhecimento: para fazer bons personagens e boas histórias, quem joga RPG deverá ter uma boa carga  de histórias: seja por livros, filmes, histórias em quadrinhos, séries de TV... Tudo ajuda o narrador a criar a história, e quem interpreta os personagens a criarem um bom personagem e agir conforme manda o figurino.
  4. É um jogo multidisciplinar: o professor pode, ao planejar a aula, definir um tema e direcionar os alunos a esse estudo. Ex: Arte ou Português (Literatura ou Redação): como fazer um personagem com detalhes; e em arte, ainda trabalhar com alunos como esse personagem é, como ele anda, como ele fala, etc. Em História: trabalhar com personagens da Grécia, período medieval, a ditadura militar e etc.

                         Esses são alguns dos porquês que encontrei para incentivar as pessoas a conheçerem esse jogo, e principalmente incentivar os professores a usarem esse método em suas aulas. E para mostrar a vocês que não sou a primeira a pensar em aulas que envolvam RPG, entrem no Portal do Professor e vejam quantos trabalhos INCRÍVEIS outros professores fizeram com esse jogo. 
                          Se você que está lendo é um professor, pense nessa possibilidade! Conheça esse jogo de RPG de mesa e faça da sua aula uma verdadeira viagem. Mas veja bem, assim como qualquer outra aula, uma aula com esse jogo deve ser bem planejada para que não vire um verdadeiro desastre.
                           Caso você seja um aluno, mostre esse artigo aos seus professores, chama os amigos e tentem jogar. Acreditem: vale MUITO A PENA. 


Espero que gostem.


Sigam-me: Snapchat: jessyoliveraes  Twitter: jessyoliveraes  Instagram: jessyoliveraess

Nenhum comentário:

Postar um comentário